Reforma trabalhista é tímida mas pode ajudar a reduzir informalidade

Muitos que defendem a (tímida) reforma trabalhista, o fazem porque sabem do quão custosa e prejudicial nossa antiquada legislação trabalhista tem sido.   É ela — com sua rigidez regulatória — que também condena milhares de pessoas a trabalhar em condições informais sem qualquer tipo de proteção. Veja no gráfico abaixo, a relação entre (uma…

Power of firing

Como fazer os funcionários da sua empresa serem mais produtivos? Evidência Experimental

Uma das marcas características do serviços prestados pelas empresas do setor público no Brasil é sua má qualidade. O atendimento é costumeiramente lento e feito com má-vontade. Raramente há mecanismos de feedback/avaliação e o serviço prestado é quase sempre de baixa qualidade. Isso está obviamente refletido nas pesquisas de opinião feitas de tempos em tempo (ver…

Expansão educacional e a qualidade do serviço

Meus pais estão fazendo uma pequena reforma em casa. E não estão muito felizes com o pedreiro. Dizem que o pedreiro que costumavam contratar (e que acabou falecendo recentemente) era muito melhor. E que a geração atual não tem mais o mesmo capricho e disposição a fazer um bom serviço, yadda, yadda, yadda. Já ouvi…

Dar o peixe ou a vara de pescar? Experimento sobre como o crédito pode reduzir a pobreza

Ter um emprego é importante. Fora a questão óbvia de que isso evita que o sujeito viva em condições de miséria, ter um emprego ajuda, em geral, a dar uma sensação de que contribuímos em alguma medida para a sociedade em que vivemos. Mais do que isso: quando se trata de indivíduos jovens, ter um…

Geração Diploma

A BBC Brasil tem uma interessante reportagem sobre a decepção das empresas com a qualidade da mão-de-obra brasileira (link aqui). Vale a pena resumir o que, segundo especialistas mencionados na reportagem, seriam as principais causas para tal decepção (coloco trechos logo abaixo). São três: 1. Baixa qualidade dos cursos universitários. “São mais uma extensão do ensino…

O “código de ética” do futebol e os salários dos jogadores

Os principais clubes brasileiros possuem um acordo visando eliminar o “assédio” aos jogadores de suas categorias de base. No Brasil, o primeiro contrato profissional só pode ser assinado aos 16 anos. Isso implica que, quando chega a essa idade, um garoto está livre para assinar com qualquer time. E seu time formador fica sem qualquer…