Por que preços aumentam (ou não) em tragédias?

Está rodando o Facebook a imagem acima, que compara a reação dos comerciantes brasileiros e franceses às tragédias recentes dos dois países (rompimento da barragem em Mariana e ataques terroristas em Paris). É natural pensar que em momentos de tragédias e medo as pessoas corram para comprar mantimentos e estocar em suas casas, o que…

Details

FIES: Quando vale a pena?

Recentemente uma matéria do Estadão – no blog Estadão Dados – recebeu o prêmio Esso de jornalismo, por expor a impressionante expansão dos gastos com o FIES nos últimos anos, sem uma elevação correspondente no número de alunos matriculados em faculdades privadas. Isso indica que alguns alunos já matriculados (e, portanto, pagando mensalidade) estão migrando…

Details

Por quê?

Economia não é uma disciplina fácil. Mas tem muita coisa em Economia que não é exatamente difícil. Por exemplo, se o governo gasta mais, precisa cobrar imposto para financiar esse gasto — seja hoje, ou no futuro, se se financiar com dívida. Ou, se não conseguir fazer nenhum dos dois, tem que imprimir moeda, o que…

Details

Taxa de Câmbio Real: Uma Perspectiva Histórica

Lets take a historical (or should i say hysterical) materialistic perspective on what has been going on with the BRR$/US$ (real effective) exchange rate (REER). Note. REER is the nominal effective exchange rate (a measure of the value of a currency against a weighted average of several foreign currencies) divided by a price deflator or…

Details

Renda e religião: “Bolsa Família” pagando dízimo?

A ciência nunca foi tão vital nas nossas vidas como é hoje. Elas está presente de forma fundamental em muito do que fazemos — na comunicação diária, na forma como fazemos pagamentos, nos transportes que usamos. Mas vivemos também, talvez paradoxalmente,  em uma época de intensa religiosidade — mais de 80% das pessoas do mundo…

Details

Delfim, Dilma e expectativas racionais

O perfil de pessoas que contribuem nesse blog mudou bastante nos últimos meses. Infelizmente perdemos um pessoal que seguia conjuntura mais de perto, e escrevia posts comentando artigos de jornal de economistas famosos. Tínhamos posts intitulados “Delfim do Estadão”, ou “Pastore no Valor”, entre outros. Claramente mudamos para um perfil mais acadêmico, em geral com…

Details