Como o telégrafo mudou o comércio internacional

O telégrafo é, há muito tempo, uma tecnologia obsoleta. E hoje com celulares, email, skype, whatsapp etc., acredito que muita gente não sabe o que é um telégrafo. Mas ele já teve um impacto tremendo na economia mundial, ao reduzir consideravelmente o custo de transmitir informações em distâncias longas. O job market paper de Claudia…

Details

O papel da tecnologia no desenvolvimento

Uma característica comum de lugares subdesenvolvidos como o Brasil é que seus mercados não funcionam de forma “suave”: as transações são custosas, demoradas, cheias de empecilho. Como se diz no jargão econômico, há fricções no mercado. Essas fricções emperram o funcionamento do mecanismo de preços, no sentido de que os preços deixam de ser veículos confiáveis de…

Details

Presidencialismo de coalizão e corrupção

Quando todos os detalhes da operação Lava Jato forem enfim revelados, ganhará intensidade a acusação de que a lambança ocorrida na Petrobras é prova eloquente da falência do nosso sistema político partidário, corretamente sintetizado pela expressão “presidencialismo de coalizão”. O fio da meada acusatório conecta o presidencialismo de coalizão à distribuição de cargos da administração…

Details

Ops…

A passagem abaixo faz parte de um paper publicado na revista científica Ethology. O journal é editado pela Wiley, uma das maiores empresas nesse ramo acadêmico (aparentemente já tiraram a versão com erro do site). O erro foi notado por Dave Harris, aluno de pós da UC Davis. Mais informações aqui. Incrível como isso passou pelos autores, pareceristas…

Details

Regulação econômica da mídia: Por que o governo deve tomar cuidado com o que deseja?

Regulação da mídia virou tema da moda no Brasil. O governo está certo de que é necessário regular. Não sabe muito bem o que e como. Uma parte do PT, incluindo o ex-presidente Lula, acha que o que vale mesmo é regular conteúdo. Uma outra parte, que inclui a Presidenta, acha que regulação econômica basta.…

Details

Confiança?

  Passei os últimos anos engajado no debate a respeito da existência de uma crise econômica no Brasil. Estava do lado dos que diziam que o baixo crescimento e alta inflação são consequências de escolhas nossas e não de efeitos externos. Na verdade venho apontando nossos problemas internos desde 2006 quando o governo começou a…

Details

Se é Bayer é melhor? Ou, quanto custa um consumidor desinformado?

Você vai a uma farmácia atrás de aspirina. Lá encontra a aspirina genérica e a aspirina (de fato aspirina, o nome é propriedade da Bayer) da Bayer. As duas estão lado a lado na prateleira. A dosagem, o uso, os ingredientes são os mesmos. Em termos de eficácia, portanto, não há diferença alguma entre genérico…

Details

Sarney 45

A cena circulou rapidamente pela internet. José Sarney no último dia 26 de terno claro cumprimenta risonho os mesários e se encaminha à cabine de votação. Seu dedo um pouco trêmulo circunda brevemente o 1 mas em seguida desce. Então Sarney aperta o 4, depois o 5 e em seguida a tecla confirma. Em nota,…

Details

Malditas commodities

Quando os preços das commodities estavam subindo, argumentava-se que isso era um problema pois comprometia o desempenho da indústria. Em geral, o mecanismo passava pela apreciação cambial, barateamento de produtos manufaturados estrangeiros e consequente perda de competitividade da indústria nacional. Agora a culpa continua sendo das commodities, mas porque seus preços estão caindo. Em entrevista…

Details

A ressaca das propostas econômicas

  É consenso que esta eleição marcou o ápice da polarização política no Brasil. Os ânimos subiram em ambos os lados, do núcleo da campanha às discussões no Facebook e militantes na rua. No meio desta confusão, muitos temas foram mal abordados e rotulados de forma equivocada. Como uma campanha é um momento marcante, boas…

Details